Editorial: O perigo mora ao lado

Infelizmente, a insegurança já está rondando a nossa região e, as pessoas de bem, já não podem mais viver tranquilas como em tempos atrás. Quer queiram ou não, com as chegadas de penitenciária e unidades da “Febem”, houve uma inversão de valores e, pensar em andar com segurança, já é assunto ultrapassado. E isso, associando outras penitenciárias o volume de insegurança aumentou ainda mais.
Não generalizando os problemas apenas aos internos, mas aos que rondam e se definem como elo entre essas pessoas. Mais recentemente, um homem com uma sacola nas mãos, tocou a campanhia e solicitou nossa presença. Ainda da porta perguntamos se deseja alguma coisa e ele em voz mais alta, nos disse: “Pode vir, eu não estou armado!”…Esse é apenas um dos quadros.
Na noite de terça-feira, por volta das 23h00, um casal residente em Irapuru regressava de Presidente Prudente, quando diminuiu a velocidade diante de um obstáculo em frente ao Posto de combustível em Flora Rica, foi surpreendido com um indivíduo portando uma arma, ameaçando a assaltá-lo. Uma velocidade maior foi empreendida e chegou até a polícia a fim de relatar o ocorrido.
Esse é o quadro mais comum que estamos verificando em nossa região. É uma situação que nos causa receio e intranquilidade. Já sentimos o quanto são perigosas até mesmo as “saidinha” para datas especiais, a fim de que os detentos possam passar com a família.
Até quando iremos conviver com essa situação, sabendo que o perigo realmente mora ao nosso lado?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
You can Deixar uma resposta, ou deixar um trackback de seu próprio site.