Editorial: Chance perdida

A pequena Irapuru foi tomada de surpresa diante da notícia de que uma família de comerciantes da cidade foi dominada e, assaltada por dois indivíduos. Levaram dinheiro, pertences, bem como um veículo da mesma.
Tudo estava dando certo para os bandidos, mas se esqueceram de um detalhe muito importante: em cidades pequenas o crime não compensa. Acharam que tudo estava dando certo, pois conseguiram entrar na residência, com a maior falta de respeito, pois eles não admitem que qualquer outra pessoa faça isso com seus familiares e suas casas, nem mesmo os “manos”. Em seguida dominaram a família.
Com o dinheiro em mãos, começaram a fazer o levantamento do resultado dessa ação tão arrogante, que nenhum filho de Deus pode praticar, mas sim os que foram criados pelo demônio pois suas almas já estão a ele entregues.
Fugiram com a maior naturalidade, esquecendo que somos pequenas comunidades, onde todos se conhecem e qualquer ação é percebida. Num piscar de olhos, já estavam nas mãos da polícia, num trabalho conjunto.
Estavam soltos, beneficiados pela “saidinha do dia das crianças”. Ora, será que eles tinham crianças para dar carinho e afeto no seu dia? Será que mostraram que tiveram uma chance de visitar a família e mostrar respeito pela mesma?
Até quando essas saidinhas são benéficas para quem cumpre uma pena? É exatamente nesse período que crimes  acontecem, pois os beneficiados se empolgam e acabam perdendo uma grande chance de liberdade plena…

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
You can Deixar uma resposta, ou deixar um trackback de seu próprio site.