A paralisação dos caminhoneiros atingiu todo o país inclusive nossas cidades

26051804

A paralisação dos caminhoneiros em todo o país, já no meio da semana registrava prejuízos em muitas cidades. Falta de combustíveis nos postos, foi a primeira marca, pois os caminhões que transportam o produto não tinham condições de trafegar.
Com isso, filas de carros se formaram em frente as bombas, sendo certo que em pouco tempo não haviam mais o produtos. E o problemas ainda maior, é que, caso seja encerrado o movimento, todos os postos irão necessitar de combustíveis de imediato, mas as distribuidoras não terão condições de atender a todos como faziam normalmente.
Segundo um diretor de uma distribuidora de álcool da região, embora todos pensem que frente a existência de muitas usinas, não haveria problema de abastecimento para os carros movidos com o uso do etanol não é uma realidade. Lembrou ele que um caminhão de sua empresa foi interceptado por outros motoristas, cerca de 200 metros do posto onde iria fazer a entrega do produto. Diante da situação o motorista viu-se obrigado a se juntar com outros companheiros em Dracena.
Frente a isso também, os carros de passeios devem enfrentar também o problema de abastecimento, pois com isso deixarão de trafegar no final de semana, trazendo prejuízos para o movimento de turistas.
Da mesma forma, os comerciantes que se abasteciam de produtos para serem oferecidos aos turistas, assim faziam no meio da semana, mas com a interdição das rodovias e o fato de que caminhões de transportes não estão trafegando, consequentemente muitos desses produtos não estarão a disposição dos turistas.
Até a tarde de quinta-feira, muitos postos de combustíveis de cidade da região, incluindo das nossas também, estavam sem o produto, o que trouxe mais preocupações ainda. Mas o que mais preocupa mesmo é o fato de que o que está acontecendo nas grandes cidades, possam acontecer aqui como a falta de alimentos, pois em alguns pontos de paralisação, segundo se tem conhecimento, são liberados apenas caminhões transportando cargas vivas.
Uma das preocupações e reivindicações dos motoristas, é o fato de que o Brasil vende gasolina pura para a Bolívia ao preço de R$ 1,59, mas o valor cobrado dos brasileiros é simplesmente absurdo.
Segundo levantamento da Petrobras, como não tinha mais como esconder esses dados para o contribuinte que paga impostos, alegou que ao abastecer o carro com R$ 100 de gasolina no Brasil, os consumidores destinam R$ 17 (17%) para distribuição e revenda, R$ 14 (14%) pelo custo do Etanol Anidro, R$ 29 (29%) de ICMS, R$ 10 (10%) de Cide, PIS /Pasep e Cofins e R$ 30 (30%) fica destinado pela realização da Petrobras.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
You can Deixar uma resposta, ou deixar um trackback de seu próprio site.