Grande volume de lixo produzido por população leva a necessidade de readequação no Aterro Sanitário

28101702

Obras serão custeadas com recursos de devolução da Câmara Municipal

A falta de colaboração com a coleta seletiva por parte da população acarreta no aumento do volume do lixo enviado ao aterro sanitário do nosso município, fazendo que a área destinada ao descarte deste material seja rapidamente preenchida, trazendo prejuízos não apenas financeiros, mas também ao meio ambiente.
De acordo com informações da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente de nosso município, estima-se que diariamente sejam produzidos 5200 kilos de lixo em Irapuru, enquanto o volume de material da coleta seletiva recolhido corresponde a 5% deste valor.
“O ideal informado por especialistas é de que a coleta seletiva atinja 80% do volume de lixo, mas a nossa meta em curto prazo é que cheguemos pelo menos a 50%, para isso precisamos de uma melhor estrutura e estamos trabalhando para conseguir isto” – revela o secretário Milton Idie.
A atual área do aterro sanitário encontra-se na fase final, no mês de junho foram abertas as últimas valas possíveis na área, as quais segundo a expectativa da secretaria seriam suficientes para comportar todo o lixo produzido no município até o final do ano, mas devido ao grande volume de dejetos as valas foram rapidamente preenchidas e encontram-se quase totalmente completas.
Para evitar que o lixo seja acondicionado de maneira inadequada, a municipalidade está preparando uma área de aproximadamente 4800 m2 adjacente ao aterro para que sejam abertas novas valas.
Durante esta semana, a presidente da Câmara Municipal de Irapuru, vereadora Joyce Bastos (PTB), visitou o aterro sanitário a convite do secretário Milton Idie e constatou in loco a necessidade da abertura e preparação da nova área para o destino do lixo produzido em nossa cidade.
“A situação é emergencial, realmente existe a necessidade da expansão da área do aterro sanitário, mas também precisamos da colaboração de nossa população, participando ativamente da coleta seletiva para conseguirmos reduzir o volume de lixo que produzimos e a área do aterro demore mais tempo até ser preenchida” – comenta Joyce.
De acordo com a estimativa do secretário, se o ritmo de produção de lixo em nosso município continuar como está, em pouco mais de um ano, a nova área será também preenchida, o que seria extremamente prejudicial ao município, pois não há naquela área nenhuma possibilidade de nova expansão.
“Estamos estudando formas de incentivar o morador a colaborar com a coleta seletiva, talvez trazendo algum benefício fiscal, bem como também punir por meio de multa, aqueles que não fizerem a seleção de seu lixo. Também visitamos alguns municípios onde existem iniciativas que estão dando resultado na redução do lixo, para trazermos estas ações para Irapuru” – explana o secretário.
Sensibilizada com a situação e ciente da falta de recursos do município a presidente do legislativo, Joyce Bastos, se reuniu com o prefeito municipal Sílvio Ushijima e secretário Milton Idie e informou que repassará a quantia de R$ 5.000 (cinco mil reais) para a realização dos serviços de adequação da nova área, como contratação de maquinários para terraplanagem e abertura de valas. O recurso virá do montante da devolução de Saldo de Duodécimo, a qual todos os anos são repassados pelas Câmaras Municipais as Prefeituras.
“Agradeço a presidente Joyce Bastos e a Câmara Municipal por este ato tão nobre, que demonstra uma atitude de parceria e preocupação com o nosso município, visando o bem de nossa população. Isto mostra que o nosso legislativo não está ocupado apenas em fiscalizar, mas também em participar da solução dos problemas de nosso município” – comenta o prefeito Silvio.
Com a abertura e adequação da nova área a Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente espera resolver temporariamente o problema do descarte de lixo, mas conta com a colaboração da população na participação da coleta seletiva, para que a vida útil do aterro seja prolongada o maior tempo possível.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
You can Deixar uma resposta, ou deixar um trackback de seu próprio site.