No início do recesso escolar empinar pipas é uma preferência das crianças mas todo cuidado é pouco

08071704

Julho é o mês de recesso escolar e em Irapuru, a garotada costuma ficar na rua com uma das brincadeiras mais conhecidas que é empinar pipa.
É uma brincadeira que normalmente envolve várias crianças, se torna uma competição, pois quando um começa brincar aparecem vários outros e a rua se torna um grande torneio.
É uma brincadeira muito divertida, porém grande parte das crianças e adultos usam um produto chamado cerol, uma mistura de pó de vidro com cola que é aplicado diretamente na linha que a torna altamente perigosa, com a função de cortar a linha do outro, pois é extremamente cortante.
A cola serve como aglomerante e o pó de vidro serve como abrasivo. Isto traz riscos para a vida selvagem, como pássaros, para pedestres, motoqueiros (principalmente).
Nos meses de Janeiro, Fevereiro, Junho, Julho e Dezembro, que correspondem aos períodos de férias escolares, é comum a realização de disputas entre as crianças para ver quem consegue cortar a linha do pipa do outro.
A linha de pipa com cerol é responsável por um número muito grande de acidentes com motociclistas (inclusive, acidentes fatais), acertando o pescoço que é desprotegido pelo capacete, como vítimas também temos os pedestres, ciclistas, skatistas,entre outros.
Essa questão é tão importante e preocupante que alguns municípios adotaram leis que proíbem o uso e venda do cerol, sendo o vendedor passível de ser preso, além de pagar multa.
O perigo também se estende a redes elétricas, além de poder ser fatal para quem brinca, para aqueles que tentam resgatar o brinquedo da fiação elétrica, a linha de pipa molhada com a mistura de cola e vidro moído danifica cabos de energia elétrica, possibilitando curto-circuito, interrupção do fornecimento de energia e até mesmo o rompimento do fio e incêndio.
Há casos em que a linha com cerol rompe o fio de energia e oferece risco de descarga elétrica para quem está empinando a pipa, resgatando o brinquedo ou até próximo ao local, quando de um curto-circuito, seguido de rompimento de rede. Os ferimentos podem ser fatais. Em situações de ferimentos graves, há possibilidade de perda do membro por infecção.
Para empinar pipa é necessário seguir algumas regras de segurança para o pipeiro, cidadão e o meio ambiente.
1 – Não soltar pipas em dias de chuva ou relâmpagos.
2 – Não soltar pipas perto de antenas, fios telefônicos ou elétricos. Procure lugares abertos, como parques e praças.
3 – Se a pipa se enrosca em fios (fato muito comum), não tente tirá-la. É sempre melhor perder a pipa que a vida.
4 – Não usar linha metálica, como fio de cobre de bobinas.
5 – Usar sempre luvas para não queimar as mãos na linha.
6 – Olhar bem onde pisa, especialmente ao andar para trás.
7 – Tomar muito cuidado com ruas e lugares movimentados.
8 – Atenção com motos e bicicletas. A linha pode ser perigosa para eles.
9 – Não usar em hipótese alguma linha cortante (cerol). É muito comum que corte as pessoas ou o próprio pipeiro. 10 – Não empinar pipas em lajes ou telhados, pois uma queda poderá ser fatal.
O alerta do uso de cerol ao empinar pipas não vale apenas para o período de férias. Portanto, aproveite a brincadeira sadia, mas se previna contra acidentes ou fatalidades que podem afetar sua família.
(Herbet Bento)


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
You can Deixar uma resposta, ou deixar um trackback de seu próprio site.