Editorial: Educar é para os pais

editorial_novo

Nesta semana, uma mãe de aluno fazia os maiores desabafos contra a educação do município. Dizia ela que, todos asseguram que temos uma educação que vai buscando a sua maior qualidade a cada dia, mas a sua filha não está aprendendo nada e não tem muito interesse pela escola. Aparentava ser uma pessoa simples, mas com capacidade para criticar com milhares de argumentos, um trabalho público.
Assegurou que desde o ano passado quando a filha entrou na escola, até hoje não percebeu evolução alguma com a criança. E residia aí o seu desabafo. Mas deixou a entender que a filha mostrava em casa comportamentos diferentes, com palavrões e o que fazia constantemente era sair com as coleguinhas, pois isso já era uma rotina.
Ao lado dela, uma outra mãe tentou acalmar a situação, dizendo que o melhor seria se ela fosse procurar a professora a fim de conhecer onde estava o problema. Juntas poderiam encontrar uma solução. Mas a problema foi resolvido numa simples resposta. Ela não sabia nem o nome da professora e muito menos foi até a escola, desde o ano passado. Estava dada a resposta para a falta de aprendizado de sua filha.
Mas o que se percebe a grosso modo, é que vivemos num Brasil que deveria antes de tudo, implantar um programa de escola para os pais. É que assim, os pais poderiam entender melhor a importância da educação e não ficar falando abobrinhas, criticando um sistema a disposição de todos, mas que nem todos entendem. Os pais que não incentivam seus filhos para a escola, não podem esperar bons resultados desse trabalho. Infelizmente é assim.
Na realidade, o entender da educação, é uma tarefa de responsabilidade dos pais e que conta com um apoio da escola. É simples entender isso. Se o dia tem 24 horas, no máximo cinco a criança está na escola e, o restante 19 é de responsabilidade dos pais.
Os pais tem o compromisso de educar seus filhos e a escola, o compromisso de ensinar seus filhos. É uma diferença muito grande entre educar e ensinar. Como o termo educar também subentende ensinar, muitos pais acreditam que as 24 horas do dia da criança é de responsabilidade total da escola.
Quem deve incentivar as crianças a irem para a escola, são os pais. Quem deve ensinar boas maneiras para as crianças, são os pais. Quem deve orientar seus filhos para as boas companhias, são os pais…A escola apenas ensina conteúdos de língua portuguesa, matemática, história, geografia, civismo etc… Ela não tem o compromisso de ficar ensinando bons modos, não falar palavrões, revestir a crianças de uma conduta moral exemplar. Isso é tarefa dos pais.
Por um filho no mundo, é uma responsabilidade muito grande, pois os pais tem o compromisso de educar essa criança tanto aos moldes das orientações de Deus, quanto também para as exigências de uma boa conduta no mundo dos homens.
Esse jornal toma essa posição contestando as críticas dessa mãe, por entender que possuímos uma educação que vai crescendo de qualidade dia após dia; que as autoridades municipais não medem esforços para que isso aconteça e estão investindo todo o necessário para essa qualidade.
Entende que alguns pais devem conhecer a escola, estar em constante contato com os professores, pois somente assim, deixarão de falar besteira, em relação a um trabalho de muita dedicação, e de muito amor feito pela escola.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
You can Deixar uma resposta, ou deixar um trackback de seu próprio site.