Tráfego de caminhões com carrocerias altas continuam a danificar fiações na área urbana

28051105

O tráfego de pesados caminhões ou de carrocerias e cargas altas, estão constantemente danificando as fiações das ruas da cidade. O fato vem sendo verificado a todo  momento, quando as concessionárias são chamadas para reparos de trechos das linhas danificadas. Neste caso em especial a Telefônica, já que sua fiação sempre está abaixo da rede de energia. Os casos mais graves aconteceram sempre na Massatoshi Nagao, quando os caminhões com cargas altas ou os utilizados para o transporte da cana para processamento, acabavam arrebentando os fios. Mais recentemente o fato está se repetindo na Borba Gato, quando já por duas vezes os fios da rede telefônica estão sendo danificados por caminhões que trafegam pelo local. Na  tarde de terça-feira os fios foram arrebentados, quando um caminhão canavieiro trafegava pelo local. Os fios vieram abaixo e, a única providência tomada, foi a de se colocar placas de advertências  na  rua, até que a equipe  responsável fizesse, os devidos reparos, o que não aconteceu até ontem  no fechamento dessa edição. Muitas cidades da região já tomaram providências quanto a adotar um projeto para circulação de caminhões em ruas principais de intenso e médio movimento. Junqueirópolis fez um plano de vias próprias para caminhões. Em Pacaembu há muito esse tipo de veículo não pode trafegar em horários de pico e, dentre outras que agiram em favor da população. Em Irapuru, por mais que se conheçam o problema, nenhuma medida concreta foi tomada até hoje, numa clara demonstração de desrespeito aos contribuintes que pagam impostos e exigem segurança. Segundo um morador, Irapuru é a  cidade  que atualmente está recebendo o maior tráfego de caminhões de grande porte. Mesmo assim, admitiu ele que se trata de um tráfego gratuito e sem qualquer vantagem para a cidade.  Quanto ao comércio, em nada é favorecido pois os caminhões não podem estacionar nas principais avenidas, pela impossibilidade de se encontrar vagas. Por outro lado, como se tratam de pesadas cargas, e os caminhões trafegam geralmente com o máximo permitido de 30 toneladas e, em operação policial  recente, foi  constatado que alguns  estavam acima do permitido. Com isso a pavimentação asfáltica acaba sendo danificada e o prejuízo contabilizado para os cofres públicos municipais.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
You can Deixar uma resposta, ou deixar um trackback de seu próprio site.